Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





Quisera eu estar em teus braços agora e sentir teu calor e sabor de teus beijos

Quisera eu estar a caminhar contigo, segurando tua mão e não sentir medo ao olhar a longa estrada

Quisera eu poder demonstrar todo o amor que tenho em meu peito, que nem mesmo um grande poeta poderia explicar e nem compará-lo

Quisera eu tantas vezes tentar te esquecer, tentar amar um outro alguém e quando me deparo, estou a pensar em ti, a amar-te mais

Quisera eu nas muitas oportunidades que tive, falar-te do meu amor, mas cabisbaixa e decepcionada comigo mesma, por temer, não pude lutar

Quero eu não me amargurar com o tempo que passou, nem prender-me a tais acontecimentos, mas ter esperança e libertade de ti amar, de acreditar que um dia poderemos ser um e os nossos corações, no mesmo compasso, no mesmo ritmado, justamente por ter a certeza de que um amor que resiste ao tempo e às ironias do destino é Amor para toda a uma vida, Amor para a eternidade.

(J.L.)

0 comentários: