Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





Ninguém se prepara para a morte e ela não manda recado, surpreendente ela chega e leva consigo quem menos esperamos.E quem fica, se aplaca em choros, perguntas, inconformidades, enfim, são poucos os que logo se conformam por acreditarem que além, bem além tem algo melhor.

Tragédia, não pelo fato, mas pela forma, todos haveremos de morrer mas a forma traz grandes inconsolações, porém tragédia maior penso eu, é quando não soubemos ser melhores para quem a pouco tempo partiu ou para quem vai ficar.


Se você soubesse que alguém Amado partiria em 24h o que você faria? Perderia tempo brigando? Duvidando? Reclamando? Xingando? De cara feia? Ficaria sem falar?

E se você soubesse que morreria em 24h o que faria para aqueles que iria deixar aqui? Como se comportaria? Continuaria a pensar somente em si? Iria querer morrer com raiva ou buscaria o perdão de quem você ofendeu?

Não sabemos o dia e nem a hora e quantos de nós perdemos a oportunidade de abraçar, de se reconciliar, de viver melhor com pessoas que gostamos por orgulho e se vão ou ficam por aqui com a consciência que maltrata diante da brevidade da vida.

É por isso que gosto da frase: "não permita que as pessoas saiam da sua frente sem se sentirem melhores e mais felizes". E é por isso essa minha reflexão, quem leva e traz sorrisos sabe que pode partir a qualquer hora e será lembrado por isso e até os choros do momento se misturarão a risos por lembrança tão boas. Devemos viver assim, como se todos os dias fosse o dia, uma oportunidade que temos de ser e fazer os outros felizes.

Não vou entrar nem no contexto espiritual, porque quem ja vive assim creio que tem plena certeza do que há lá, depois que aqui jaz e só quem não se importa com isso é que vive como se não dependesse do tempo e o tempo mostra que pode devorar tudo em menos de segundos.

(J.L.)



Quem poderá saber o que se passa no coração de alguém?
Quem poderá saber o que se passa na cabeça de alguém? 
Quem pode conhecer as dores profundas, inacessíveis ou contidas de alguém ?
Quem pode entender risos soltos, desprendidos e leves de alguém? 
Quem pode saber se a vida de quem tá a nossa frente tá melhor que a nossa se nem nos damos conta de tantos acontecimentos diários.
Como indagar tantas vezes e desejar sermos outra pessoa julgando que ela é feliz se nem ouvimos sua história. 
Quem pode saber quem é bom ou quem é mau , quem fez bem e quem fez mal, se ações divulgadas podem não ter boas intenções e vice-versa.
Quem pode saber tanto do outro e nem ter tempo para saber um pouco mais de si.


Creio que somente Deus perscruta nossos caminhos, sonda e conhece mais de nós que nós mesmo e é por isso que sempre acredito naqueles que se dirigem a Ele buscando resposta que ninguém no mundo pode dá, acredito que quando deixamos de nos importar tanto com o que é externo Ele nos mostra mais de nós, a verdadeira essência que somos, porque viemos Dele.

Feliz de quem pode crer, de quem acredita e busca melhorar dia após dia, não por medo de castigo, porque Deus não castiga e sabe disso quem busca conhecê-lo, Deus ama e faz justiça. E que triste o homem que confia em si mesmo , os que não creem e os que deixaram de crer, pois a esperança é dos filhos de Deus e quem não tem o que esperar é porque já morreu em vida.

E sim, é por isso que acredito que quem se dirige à Deus conhece mais de si e aí sim pode perceber o outro na sua dor ou na sua alegria, possibilitando a si mesmo e ao outro a graça de regozijar-se na vida pela vida, por cada vida, independente das lutas a serem travadas.

(J.L.)




É feliz quem tem um pai
Alguém que se preocupa
Ensina, labuta, faz o seu melhor

Há tantos filhos que sofrem com ausência
Ou com presença distante
Ou com a falta de consciência

Mas quem tem um pai é feliz
Há tantos gritos sufocados
Esperando um pai ao lado

Quem tem, sabe o que eu digo
Quem não tem, também
Pai, Pai,  é melhor amigo

Não tem perfeição
Bom pai tem boa ação
Não precisam de super poderes

Tem lá atenção singular
Que compreende e exorta
E com amor sabe ensinar

É feliz quem tem e teve um Pai
Que de PAPAI pôde chamar
E gratidão por toda a vida pode expressar.

(J.L.)



A gente não precisa de promessas
Nem de juras de amor eterno
Somos tão livres e tão nossos
Doamo-nos um ao outro

Não há porque duvidar
Assim podemos acreditar
A gente se conhece tão bem
Somos riso fácil com sonhos além

Não nos complementamos
Somos um e um que se adicionam
Não há diminuição nem por menores
Sabemos compartilhar nossos sentimentos

Vamos vivendo nossos momentos
Sem nada nos cobrar
E caso não dê mais certo
Ninguém precisa se sacrificar.



(J.L.)
 

Sim, um dia já me decepcionei com a amizade, cheguei a tantos questionamentos, tantos porquês, tantas dúvidas... Fui infeliz, fui imatura, chorei por sentimentos feridos e lamentei tê-los. 

É tão difícil aceitar que muitas vezes as pessoas que você mais considera pode te ferir. E isso me levou a profundas reflexões. Sei que tudo chega no momento oportuno e que precisamos aprender a tirar a melhor lição, foi justamente aí que aprendi a grande questão de que não é importante ter um amigo, mas o que importa é ser um amigo. Compreender que o outro também é limitado como você, que pode errar, falhar, cair, caluniar... 

Que pode chegar um dia que o amigo não tá nem ai pra ti, porque encontrou outros amigos e a gente precisa ter a maturidade de poder aceitar que as pessoas não são nossas, não temos direitos de posse sobre ninguém. Esse foi meu melhor aprendizado. Confesso que a partir daí minha visão mudou muito e me permitiu ser mais livre com meus sentimentos.

Saber que considero alguém muito a ponto de chamá-lo de amigo, não quer dizer que seja preciso ser tão reciproco, mas ainda assim, meu gostar não muda, o sentimento é meu e eu preciso saber o que sinto na minha dimensão e que nunca se igualará à dimensão do outro, não existe amizade, nem amor trocado na mesma moeda, há sempre alguém que se dedica mais e esse dedicar não quer dizer que seja maior ou menor que o do outro, tem gente que pouco fala, mas muito faz e vice-versa.

É preciso mesmo deixar livre, deixar solto, deixar que as raízes procurem o solo que quiser e finquem por querer e deixar que se fortaleçam e que tudo começa em nós mesmo, exigir do outro todas as atenções que achamos que merecemos nunca é o caminho. Se existe uma direção, hoje eu acredito que é começando sempre em mim, isso é o que vai me permitir perdoar o outro quando ele errar. Quando nos achamos merecedores demais geralmente nada nos bastará, sempre fica faltando um jeito, um trejeito, sempre vai faltar algo porque o ego precisa de atenções. E acredite em mim, os bons e melhores sentimentos podem se sufocar com as cobranças. 

Hoje, sem dúvida, em vez de dizer que tenho amigos eu procuro ser amigo, sempre me disponho a ouvir, a estar perto e também a estar longe, às vezes é melhor está longe e apenas rezar, interceder, mesmo que o outro nem saiba. Amizade não sobrevive de grandes feitos, mas das pequenas coisas, pequenos gestos que crescem e fortalecem o respeito mútuo.

(J.L.)




Tudo o que se foi, foi-se com maestria
E eu continuo arriscando na linha da vida
Sem medo de ser feliz
Sem medo de minhas escolhas
Sem medo de cair, de apostar

Tudo o que fica, fica sublimemente
Dando espaço a mais risos
Fazendo dos contextos os melhores
Extraindo de mim mais vida
Confiança, segurança, temperança

Vou assim fazendo minha canção
Sem lamentações
É um porre uma vida vidinha, sem emoção
Quem vive sou eu e quem manda é meu coração
Eu sei o que me faz bem e sei o que não.

(J.L.)





A beleza sem dúvida não está naquilo que vemos de imediato
Mas nas atitudes manifestadas, percebidas no olhar, no sorriso, nas palavras
Ser belo é ter atitudes virtuosas
Qualquer um sem virtudes se torna feio
A beleza também está ligada à maturidade e não à idade
Quanto mais coerência e bom senso tenha alguém
Quanto mais ela será bela
E o tempo é um grande professor, aprende quem quer aprender
A beleza está no seu valor próprio
Se você se menospreza nunca se elevará
E a beleza está sobretudo no respeito
Quem sabe respeitar o outro tem do outro o respeito incontestável
Nem tudo o que se vê é belo
É só prestar atenção o que a boca fala.

(J.L.)