Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!




Eu sei, sou aquele tipo difícil de ser surpreendida mas que se encanta facilmente com as coisas mais simples. Eu não gosto do normal, tem que ser diferente e não precisa ser extravagante.

Gosto de cartas, de palavras, de uma música que combine com o momento e daquelas atitudes esperadas que deixaram de ser usadas porque o mundo tá “evoluído” demais. Ah, eu gosto das gentilezas do abraço, das saudações sem gírias, daquele riso descontraído e do olho no olho.

Eu sei, sou um tanto quanto antiquada, não nego. Até me esforço na onda dos estilos, acompanho o ritmo, danço conforme a música, mas nada se compara como mover-se na sua própria melodia, ouvir o agradável, falar na docilidade recebendo o mesmo afeto.

Eu sei, as pessoas são diversificadas e  que das muitas que conheço hoje, não fariam por mim metade do que faço por elas e eu os chamo de amigos, porque aprendi uma lição básica de que ninguém vai agir conforme eu ajo, mesmo que eu espere. E confesso também, que espero algumas atitudes e elas nunca vieram.

Eu sei, que já chorei algumas vezes por isso e que ainda vou chorar, porque tem dias que procuro alguém pra me doar alguma palavra ou conforto e somente a presença das lágrimas me tocam e os pensamentos que hora ou outra se revoltam e voltam a dizer a mim mesma que dificilmente alguém vai perceber o que os meus olhos percebem .

Eu sei, sou cheia de detalhes, gosto dos detalhes e os menores são os mais importantes pra mim. Aprendi a relevar muita coisa, principalmente as inesperadas esperadas que são aquelas obvias mas que não queremos acreditar, e pra manter a valsa da vida quando pisam no pé eu reinvento um novo passo.


E eu sei, que eu não seria eu se não fosse assim, aquela aprendiz da vida, que rir e chora com tanta facilidade, que traz marcas no peito e aprendeu a sobreviver, que se faz amiga na abertura das escolhas, que fica perto quando perto é preciso e que fica longe quando longe é o maior bem.

(J.L.)




Não há como duvidar que fostes feito para mim
Que Deus nos criou com um proposito e por amor
Para juntos construirmos uma família, um lar
Para sermos um Nele e a vida procriar

Nos consagramos aqui
Perante todos nosso amor
Celebramos, comungamos
Nossa fé no Salvador

E assim vamos trilhar
Só Deus quem pode separar
Pois nosso Amor se eleva ao céu
E certos, Deus está a nos abençoar.

(J.L.)