Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!






“E amar deveria ser assim
Mesmo com dor
Riríamos do amor sem fim.”
( J.L.)



Confesso  que meus olhos te procuram
Que tento desvendar teus pensamentos
E interpretar tuas palavras

Confesso que por ti  não crio receios
Nem recrio ilusões
Eu o quero comigo, apenas

Confesso que não penso nos erros
Se é bom, ou mau
Estar em teus braços é meu desejo

Confesso que faço o que nunca faria
Enchendo-me de coragem
Para  ganhar minutos ao teu lado.

(J.L.)




Hoje deu vontade de pisar na grama
De sentar debaixo de uma arvore
Pegar um violão
Tocar uma melodia bonita
Seguida pelo canto dos pássaros

Hoje deu vontade de olhar para o céu
Admirar sua mesclagem
Contar as aves
Sentir os raios de sol tocar a pele
E o vento tocar os cabelos

Hoje deu vontade de fechar os olhos
Ouvir tua doce voz
Desfrutar da tua companhia
Cair em teus braços
E por fim, beijar-te.

( J.L.)