Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





Talvez eu seja uma poetisa mesquinha, amo falar do amor, mas não sei amar, ou talvez não queira amar.
Talvez não saberia praticar o que penso do amor porque quando penso que sei surgem novas emoções.
Talvez eu nem saiba mesmo nada do amor porque nunca me entreguei de fato a ele.
Talvez eu tenha medo de amar e tenha medo de perder a razão.

Talvez eu ame mais a razão que o próprio amor e sonhe racionalmente em perder-me em algum amor e queira me entregar e viver o que só consigo escrever.
 É, talvez!

(J.L.)

0 comentários: