Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





E é assim,
Algumas coisas se perdem no vasto olhar
Quando nem sabemos o que pensar
E pensando , acabamos por sonhar

Mas quando esses mesmos sonhos
Se esvaem nos próprios pensamentos
Sem possibilidades, sem rumos
Fruto do desejo do coração

Aí vem a tristeza
De estar tão perto e se fazer longe
De querer  sem poder
De relutar contra seus próprios pensamentos


Insanos ou não
Coerentes ou não
Mas vivos e quentes
Perdidamente loucos.

(J.L.)

0 comentários: