Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





És meu único Deus. Nenhuma literatura, nenhuma música, nenhum filosofo me é maior. São tuas palavras de vida que sigo. Não sou como o povo de Moises que inventou deuses para si, sou ou quero ser como Moisés que encontra-se com Deus, que mesmo passando quarenta anos no deserto não desiste da terra prometida, mesmo que os meus olhos não a possam ver, mesmo que Tu Senhor não me permitas entrar. Eu quero continuar a buscar.

Mesmo que o leão urja ao meu redor, eu quero escutar a voz do meu Pastor e quando o ladrão entrar não poderei enganar-me, ele só vem para furtar, matar e destruir, não o conheço, ele não entra pela porta, só Tu entra pela porta Jesus . Só Tu és a Porta.

Não sou como os fariseus que se vestem bem e são doutores da lei, mas seus corações estão longe de Deus, talvez eu seja como o cego de Jericó que te reconhece quando passa, que grita sem alarde: Jesus Filho de Davi! Quero estar sempre chamando por Ti Jesus. Quero estar doando os meus dons a Ti Jesus, para tua honra e glória, não quero cansar-me de teus caminhos.

Não sou como o jovem rico, incapaz de doar suas riquezas, quero nascer no vosso Espírito, quero estar na luz. Não tenho medo da luz. Não pertenço as trevas. Quero praticar a verdade e que minhas obras sejam feitas em Deus.

Meu Pai és tu Javé.

Meu Mestre é Cristo.

Meu Guia é vosso Espírito Santo.


Amém.


(J.L.)

0 comentários: