Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!






Não sei por que as pessoas pensam que sou forte
Nunca abri minha boca para falar isso
Justamente porque conheço muitas das minhas fragilidades.
Ser mais determinante nas coisas que quero não me faz ser mais forte
Isso é questão de consciência
Eu sei o que quero e trabalho no meu objetivo
O que não quer dizer que sou forte
Quer dizer que sei o que quero


Expressar o que penso não me faz ser mais forte
Isso é questão de visão e cada um tem a sua
O que não quer dizer que sou forte
Quer dizer que tenho opinião


Por ser cristã e tentar viver minha religião também não me faz mais forte
Tenho uma imensidão de perguntas que me rodeiam
Tenho inúmeras duvidas que me cercam
Tenho tantos e tantos conflitos que me abalam...
Tentar viver religião não me faz mais forte, nem santa
Não me isenta dos sentimentos de raiva, nem do pecado

Fico me perguntando por que me pintam de forte ou de boa?
E me pergunto ainda, quando foi que deixei de ser humana?
Quando penso que sou forte me deparo com minhas fragilidades
E quando penso que sou frágil me deparo com minhas fortalezas


É bem nesses contrastes de mim mesma
Que encontro as parte de mim, que chora e que também ri
Sou eu aprendo a cada passo...
Não nego, sou forte e também sou frágil
Exploro o que penso ser melhor e nem sempre penso o certo
Escolho o que me faz bem e nem sempre escolho bem


A diferença, é que procuro enfrentar a batalha
Luto pelo o que acredito e pelo que sinto
E chego ao ponto de renunciar e ser derrotada
Porque nem sempre a vitória é de quem tem mais força
O bom senso ainda é uma forte arma
Reconhecer-se pequeno e pequeno crescer
Crescer e cada dia se fortalecer
Praticando atos que fazem enaltecer
Talvez isso se chame coragem e a coragem torne forte o ser
Porém não me tenha como forte
Às vezes rastejo na mais ínfima devastidão
Sou humana, também tenho um coração.



( J.L.)

0 comentários: