Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





O Amor não tem cegueira, o Amor tem visão holística.

Não se engane no sentimento! Quando se coloca “mas” e porém” , barreiras e muros, aí sim, é como colocar aquela trave no olho. Mas, o Amor, o Amor mesmo,não se permite cegar.

O Amor conhece os defeitos, mas busca a melhoria, se não melhora, perdão, aí é egoísmo, coisa de quem olha pro próprio umbigo, porque o amor constrói e quem deseja construir quer o aprimoramento da obra.

O Amor divide os sonhos, as esperanças, as tristezas, segura na mão e caminha junto, se não ta junto não cresce, a ausência é prato cheio de discordâncias que quer envenenar o Amor, porque o Amor requer cuidados e quem não tem acaba pensando que o Amor era de vidro e se quebrou, e quebra. Porque sem cuidado, escorrega.

Não se engane no sentimento! O Amor enxerga e muito bem, é aquele sentimento terno e simples, bem simples. Se você complica, perdão, não é culpa do Amor. Complicado é o medo que está sempre querendo tirar a visão real. O medo, este sim, é míope em alto grau e cresce mais e mais, como erva daninha, tomando conta do que é verdadeiro, sugando forças, querendo ser o que não é.

Cuidado! Não se engane no sentimento! O Amor, o Amor mesmo tudo vê, mas não escraviza, Ele é livre, deixa livre, se virar prisão, se traz sufoco, incertezas, dúvidas, inquitações, perdão, isso tem outro nome, menos amor.

Você consegue enxergar?


(J.L.)

0 comentários: