Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!






Quem nunca quis morrer
Não sabe o que é viver
Não sabe que viver é abrir uma janela
E pássaros pássaros sairão por ela
E hipocampos fosforescentes
Medusas translúcidas
Radiadas
Estrelas-do-mar... Ah,
Viver é sair de repente
Do fundo do mar
E voar...
e voar...
cada vez para mais alto
Como depois de se morrer!

(Mário Quintana)


1 comentários:

simplismente Fran! disse...

maravilhosoooooooooooooooooo, quero sair todos os dias do fundo domar