Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!



Nos dias ensolarados do outono frio vaga o menino pelas ruas. Torto, pelas esquinas, segue seu caminho de sempre, olhando o passar daquela gente como se nunca tivesse visto antes.

Existe algo que o menino procura, que vive a esconder-se pelas frestas, pelo destino. Em outros dias chegou tão perto que achou ter feito sua descoberta. Perdeu-se no engano, no vazio, na distância.

Nesse dia ensolarado, que vários dias e noites durou, seu tesouro passou perto, tocou-lhe as mãos, soprou em seu ouvido e foi-se, pra nunca mais voltar.


Retirado do blog: www.maninhoonline.com.br/blog

0 comentários: