Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!








Escrever me tira tantos sentimentos vividos, observados, aprendidos, proibidos, conservados, pensados, labutados, impregnados, constantes, limitados...

Escrever me renova, me enche, me esvazia...

É sempre uma controvérsia, não sei se é da poesia ou do poeta!

Escrever às vezes dói, às vezes liberta, às vezes sufoca, às vezes é nada mesmo!

Só sei que escrever é necessidade, de expor o que muitas vezes não cabe em mim, mas cabe em linhas.



(J.L.)

0 comentários: