Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





“Só o coração sabe o que ele enxerga.”


Eu sei que não pertenço a ninguém
E que não tenho ninguém
Não sou dona de alguém
Nem de sentimentos
Nem das atitudes
E nem quero ser

Eu sei que não se mede amor
Que se confunde o amor
Que não se pede nem mendiga
Que se não for gratuito
Nem nos abraçar porque quer
Não vale a pena

Eu sei que muita coisa passa
Que quem eu amo pode também dar tchau
Se eu não estiver atenta
Se eu não soltar o que tenho
Para segura-lo forte
E tentar, veja bem, tentar que fique comigo

Porque eu sei que não me pertence
Porque sei que os pés mudam de estrada
Que o coração pode enxergar outra luz
Não melhor, nem pior, ele apenas enxerga
O coração só quer ser feliz
E eu sei disso. Como eu sei disso!

(J.L.)


1 comentários:

Anônimo disse...

É VERDADE!