Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





E a verdade é que eu não quero mais nada

Só estes minutos que se dissolvem em beijos

No abraço apertado cheio de vontades

Da proximidade que temos e que nos afasta

Nenhuma promessa, nenhuma esperança

É bom assim, quando nos queremos no olhar

Quando relutamos nos dias

Quando improvisamos o acaso

E a madrugada é nossa testemunha

Quando nossa respiração falta

Quando não há palavras para tal momento

Apenas o momento

É assim quando estou contigo

Vivo cada segundo esperando mais

Um dia qualquer dá certo

E nós dois não queremos mais nada.


(J.L.)

0 comentários: