Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!






E mesmo sendo desconhecida sou ainda aquela que mais me conhece.

Sou uma reviravolta de pensamentos, tão meus, tão loucos, incertos, incoerentes e ao mesmo tempo sou a profunda sensatez do que pode ser certo misturado com o que quero, e não importando em conhecer o imprevisível, o incerto, e o extra mim tão em mim, misteriosamente em mim.
Sou uma busca constante do que trago aqui dentro...

(J.L.)

0 comentários: