Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





Como tens me acompanhado
Ó minha grande amiga
Penso como seria meus dias sem ti
Sem a compreensão com que aténs-te

Conhece-me tão bem
E tenho encontrado consolo em minhas noites
Quando devolves para mim
As intensas angústias vividas

Tens me ensinado a ser forte
A andar sem esperar tanto
A viver como quem sabe do destino
A não contar, quando não se tem com quem contar

Tens chorado comigo
Quando dói alguma dor
Em silencio ou em algum lugar escondido
E depois, mostra-me o que é preciso

Tenho sobrevivido aos percalços
E suportei quando achava que não
Há quem te rejeite, mas eu
Sou tua amiga, Solidão!

(J.L.)


0 comentários: