Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!






Recordo-me com veemência daqueles tempos de criança, onde formamos nossa personalidade naquela pequena cidade pacata, mas que nos ofereceu e propiciou grandes experiências.

Quando ainda os caminhos se cruzaram, amizades se formaram e tudo era um mundo ainda meio encantado, como toda criança pensa, sem muitas preocupações ou responsabilidades e é quando a lembrança toca, daquelas inocentes atitudes, quando partilhávamos confidencias num caderno respondendo inúmeras perguntas que passava pela mão de todos, das cartinhas carinhosas com letras caprichadas para expressar o estimo da amizade, as travessuras encobertas e brigas por ciúmes bobos, das paixões sem sentidos com suspiros e que ninguém podia dizer nada, dos estudos disputados para quem tirava melhor nota, dos recreios mais agitados e curtos.

Há tanto para se contar, quem fomos, quem nos tornamos, as essências que permanecem, história de uma vida, história das nossas vidas...

Sei que como eu muitos ainda relembram, valeu sim o que trouxemos, cada um segue sua vida construindo seus sonhos e como me sinto feliz de acompanhar tantas vitórias mesmo que por redes sociais.

Não tem como esquecer, existe muito de cada um em mim, estão aqui algumas lembranças que não me deixam mentir.


(J.L.)

0 comentários: