Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!






Que se vá essa mórbida tristeza
Enraizada pela perda de quem amei
Pois cansados estão os olhos
Das lágrimas derramadas
E contidas no coração solitário

Que se vá essa esperança cega
Do amor que não me amou
E aos beijos ficou
E aos beijos traiu
E aos beijos desertou

Que vá ao véu e grinalda
A brancura da pureza
Do amor impedido do sim
Por um tempo corrompido
Pelo medo de ser feliz.

( J.L.)

0 comentários: