Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!




Quando os olhos se perdem no horizonte
Interrogando a vida
O sentido ou que prazer ela dar
Ou é ela que não vale a pena
Ou sou eu que não sei apreciar

E perco-me...
Nestes pensamentos...
Vagos...
Hora com sentido...
Hora sem nenhum...

Apenas a palidez mórbida do nada
De não haver definição do sentir
Nem alegria, nem tristeza
Apenas vazio...


(J.L.)

0 comentários: