Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!




Fala-se demais
E escuta-se tão pouco
Não há atenção no gesto
Nem no silêncio

Quem é amigo
Já não sabe o que é amizade
Se perdeu na modinha do agora
São amigos de acaso

De tempo em tempo se esquece
Passou A e passou B
E na rua quando se encontram nem mais um olhar
Um bom dia ou uma saudade dos velhos tempos

Tudo é relativo
Até os sentimentos
E eu tenho medo dessa geração
Que não tem compromisso com o irmão.

(J.L.)

0 comentários: