Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!






Senhor, hoje quero muito falar. Falar de mim, de tudo que tem me sufocado e me tirado o sono e a paz. Das coisas do meu coração. Da minha vida e queixas e esperanças.

Falar de mim pode parecer insatisfação, pode parecer um monte de coisas ruins porque sabendo como eu sou vou acabar nos mesmos porquês de sempre. Falando e falando, chorando e tentando compreender... O que faço por aqui e o que mais preciso fazer...

Tem dias Senhor que me sinto tão perdida e caio naquelas intensas lágrimas de um coração amargurado e triste. Sou uma filha em busca de Tua mão e é quando sinto Tua presença que aos poucos me consola e Teu silêncio me abraça, mesmo querendo Teus sermões, que sinto quão grande é Vosso amor.
Tua voz ecoa perto e eu escuto longe, nem sempre te deixo falar. Meus ouvidos muitas vezes estão mais abertos para mim que para Ti e eu me afasto do que sou e do que tenho.
Não quero te perder, nem perder minha fé, tudo pode me faltar menos o teu amor porque se perco a Razão de tudo não haverá mais o que esperar e o que espero meu Senhor, é te encontrar no inicio e ao fim de cada olhar.
Mesmo cansada, magoada quero aprender sobre o amor doador, sobre a humildade verdadeira que tanto ensinou. Ah Senhor, como quero aprender...
Eu sempre falo muito de mim e se falo é porque sei que escuta e entende, quando muitos me criticam ou tomam minhas palavras de forma errada, Tu, compreende antes que eu fale...
Falar é uma grande necessidade que tenho. Nunca tive medo de expressar o que sinto, às vezes tenho medo de não saber o que dizer, às vezes nem sei mesmo me expressar, não é porque gosto de falar que eu saiba sempre como me expressar, mas sei que entendes...
Hoje Senhor, eu quero mesmo sobre mim o Teu olhar, especialmente Teu olhar, que nunca se desviou, mas que por vezes não sei encarar.
Venho te falar, te olhar, te adorar Senhor!
(J.L.)

0 comentários: