Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





Queria que fosse assim...
Nenhuma saudade
Nenhum alarde
Nenhuma lembrança
Nenhum tormento
Nenhuma dor
Nenhum amor.
                      
( J.L.)

1 comentários:

Bicho do Mato disse...

Oi amiga, eu também queria que fosse assim, mas infelizmente não é, o amor existe e a dor também. Gostei muito do teu blog, meus parabéns. Gostaria de convidá-la a fazer uma visitinha ao meu blog, ainda estou começando, está muito simples, mas, aos poucos irei melhorá-lo. Vou participar do teu blog como seguidor, Se você gostar do meu e quiser segui-lo também, eu agradeço. Abraços do amigo Bicho do Mato.