Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





Acreditaste em vão

Nas palavras soltas

Ditas para enganar

Vestes de hipocrisia

Mascaras para enfeitar

Apenas para se aproveitar

Que te cegam com inocência

Fingindo um espírito nobre

Uma certeza camuflada

Uma realidade inatingível

Acreditavas em que afinal?

Na voz que se dava por certa?

Era só mais uma mentira

Que por fim, sempre se revela.



(J.L.)


0 comentários: