Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





Tudo que o recordava

Agora estava ali diante dela

Pegando fogo

As cartas, o urso,

As poesias, os cartões...

Seus olhos também se consumiam em ódio

Seu coração já havia queimado

O vinho foi seu aliado

Nada mais restava

Tudo agora era cinza

Como o amor que um dia lhe jurou.


(J.L.)


0 comentários: