Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!





Quando sinto o cheiro de terra molhada
Quando escuto o barulho no telhado
Sempre tenho boas lembranças
De um tempo que não volta
De momentos únicos
E sonhos que ficou lá
Poetizei tantas vezes
Por recordar tais lembranças
Porque revivem cada vez que uma chuva cai
E não importa onde eu esteja
Porque está dentro de mim
E se chove, no coração tem tempestade
Que hora entristece, hora me faz rir
Hora me regressa, hora me faz seguir
Só sei que irriga inúmeras emoções
E chove, chove...
E me resta poetizar.

(J.L.)

0 comentários: