Deixo aqui um pouco de mim. Deixe-me um pouco de você!




Você não conhece todos os meus desertos
Você costuma me ver mais sorrindo
Nem sempre vê minhas lágrimas
Nem meu coração quando chora

Você que me admira sem demora
Que rir de minhas loucuras tão bobas
E de minhas idéias improváveis
Ou sente meu carinho aberto

Vês?!

Veja assim como sou
Quando estou contigo, amigo, quero ser a melhor
Mas não tenho só o que é bom
Humana e limitada
Só te peço que suportes o meu pior.

(J.L.)


0 comentários: